ESPIRITUALISMO CINCIA

 

 Envelhecendo com Sade e Produtividade


 

Cada vez mais os assuntos de sade tm merecido ateno especial, principalmente no que se refere ao prolongamento do tempo de vida. Obviamente, nenhum prolongamento da existncia terrena ser til a menos que com boa qualidade de vida e extenso do perodo de produtividade.

A cincia exotrica tem se preocupado com novas drogas, tcnicas modernas e at transplantes de glndulas para atingir tal objetivo, isto , meios que atuem e influenciem primariamente a forma.

Entretanto,   os esotricos, entre os quais os estudantes da Filosofia Rosacruz, sabem que, resultados superiores s drogas e aos tratamentos, so conseguidos com o conhecimento, pois estes ampliam largamente as portas que deixam entrar a fora curadora que vem do Pai.

 

Sabemos que a medicina preventiva supera em grande extenso a medicina curativa, esta com suas limitaes para agir na sade j deficiente. Assim, atravs da remoo de todas as causas capazes de produzir vibraes anormais, atravs da atividade fsica, do controle da emoo e da mente, tudo em harmonia com o Ego e com os conhecimentos transmitidos por nossa Filosofia Rosacruz, toda a medicina necessria e suficiente ser, um dia, a preventiva ao invs da curativa.

 

Durante os intervalos entre as vidas humanas, o Ego reabastece seus reservatrios de foras de vida, o que torna possvel a existncia fsica. Faz ento soar sua nota-chave cuja intensidade de vibrao que determina a qualidade da substncia atmica dos trs mundos inferiores e que ir constituir a estrutura da trplice personalidade.

 

A morte por senilidade conseqncia do desgaste progressivo daquela energia armazenada ou pela retirada do Ego, fonte da vida, quando houver desinteresse em participar das manifestaes no plano fsico.

 

O uso da energia acumulada e o desgaste do corpo fsico at que se torne insustentvel, ocorre atravs da atividade desenvolvida por orientao do Ego ou da sua personalidade. medida que o Ego adquire habilidade atravs da experincia evolucionria, pode direcionar o homem para o servio altrusta, voluntariamente sacrificando pouco o corpo em seu trabalho para seguir o Plano Divino. Os seres menos evoludos tornam-se vtimas de seus instintos inferiores por perseguirem prazeres vulgares e por atividades discordantes entre os aspectos mental e emocional. Tanto os seres superiores quanto os inferiores chegaro ao trmino da vida terrestre, entretanto seus motivos constituem plos opostos.

 

Certamente sero encontrados meios para manter o vigor da juventude e com produtividade at o final da vida terrena. Entretanto, at que homem alcance o mais alto grau de perfeio, no de seu interesse sobreviver indefinidamente em um corpo fsico imperfeito. Tal corpo no permitiria as aes que contribussem para o objetivo maior do Ego, isto , o aperfeioamento atravs da experincia.

 

Embora atualmente o homem no esteja apto a sobrepujar a morte fsica, vivendo com sabedoria e dentro das normas do reto viver, pode prolongar a vida fsica ao mesmo tempo que promove seu vigor.

 

Para tanto preciso que tenhamos auto-domnio sobre nossos hbitos fsicos, emocionais e mentais. Atravs do pensamento positivo, concentrao e meditao, podemos adquirir a inspirao necessria que nos dirigir atravs de uma poderosa vontade.

 

O idoso pode redescobrir talentos, seja atravs da escrita de artigos e livros, pinturas, bordados, jardinagem, aes de servio ao prximo, seja o que for.

 

Como j foi dito, nossos corpos fsicos so os instrumentos necessrios para que o nosso Ego alcance a experincia necessria para o seu desenvolvimento. Dessa forma, pode-se concluir que para o nosso bem-estar espiritual necessrio que tenhamos o maior cuidado com nossa sade e que vivamos na Terra tanto tempo quanto nos for possvel.

 

Falando de uma maneira genrica, as pessoas idosas parecem inclinadas a pensar que seus prvios anos de servio devem ser recompensados com anos de lazer. Isto verdade de um ponto de vista superficial, porm, de um ponto de vista mais profundo, a oportunidade para lazer pode significar a oportunidade para desenvolver suas faculdades espirituais e servir aos outros tanto quando possvel. No foi outra a inteno das palavras: 'Aquele que quiser ser o maior entre. vs, seja o servo de todos'.

 

preciso aprender a viver em harmonia com as imutveis leis de Deus. A vida um fluxo constante e a juventude mantida pela atividade.

 

A estagnao no admissvel, pois, novas experincias constituem o verdadeiro sentido do progresso, e PROGRESSO a razo para os nossos Egos estarem aqui na Terra habitando um corpo fsico!

A experincia, o aperfeioamento, so os objetivos maiores. Assim, para acumul-los, desejvel que a vida fsica seja a mais prolongada possvel.

Entretanto, de nada nos adianta uma vida fsica prolongada se no tivermos sade suficiente que nos permita exercer as atividades necessrias para que possamos adquirir tal experincia. Dessa forma, torna-se imperativo que nos dediquemos a atividades que permitam uma velhice com capacidade fsica, intelectual e espiritual.

preciso transformar a velhice rabugenta e deficiente fisicamente, na velhice que permita uma melhor qualidade de vida, capaz de aumentar a longevidade do ser humano, com condies dignas e produtivas. O idoso no pode e no deve ser uma caricatura; no pode ser discriminado.

 

Dr. Clayton, mdico holands, j habitante dos planos superiores, costumava dizer que " a velhice o desgaste natural da matria, e tambm o espao de tempo facultado por Deus para que possamos fazer uma avaliao mais profunda sobre a nossa existncia terrestre (espao facultado tambm aos animais)".

 

preciso, pois, encontrar momentos de paz interior, alimentao adequada e condies para se exercitar fsica e intelectualmente, lendo ou exercendo alguma atividade que d prazer. Afinal, cada encarnao ser sempre curta para toda experincia que ainda necessitamos adquirir. preciso que aproveitemos o tempo desta vida fsica para crescer verdadeiramente. preciso que os idosos assumam o controle de suas vidas e passem a no depender dos outros. E preciso aprender a ler, ver e ouvir ainda que seus olhos e ouvidos apresentem deficincia. Conhecendo os poderes do Ego, sabemos que os olhos falham mais para quem no quer ver e o reumatismo atinge predominantemente quem prefere a imobilidade.

 

Para que tudo isso seja evitado, h necessidade de gozarmos de boa sade fsica e psquica. Ambas dependem basicamente de alimentao adequada e de exerccios fsicos que ativem a circulao e as estruturas musculares e articulares.

 

Quanto alimentao apropriada sugiro que os Irmos e Amigos reportem-se ao "Conceito Rosacruz do Cosmos' onde encontraro explicaes abundantes sobre as vantagens do vegetarianismo, ingesto de vitaminas e suco de frutas com gua destilada. Evite ainda o acar branco, refinado e no exagere no sal.

 

Passaremos descrio de alguns exerccios fsicos, apropriados para qualquer idade, porm accessveis aos mais idosos. O perodo da manh, antes do desjejum, o perodo mais indicado para a realizao de tais exerccios.

 

Inicie seu dia com uma frico pelo corpo todo com uma toalha felpuda. Isso ativa a circulao, as funes da pele e indiretamente auxilia as articulaes. Gaste mais ou menos de 10 a 15 minutos por dia. O incio pode parecer difcil, porm persista. Sua recompensa ser maior do que a que voc espera.

 a) Para as pernas:

1) Em p, segure-se em algo firme e dobre suas pernas, uma de cada vez, esticando e dobrando sucessivamente, a esquerda e a direita, 5 a 10 vezes cada uma.

 2) Imagine-se chutando uma bola imaginria. Dobre a perna para trs e "chute" lentamente a "bola" vrias vezes. Repita com a outra perna.

 b) Para os ombros:

1) Em p, com os braos cados ao longo do corpo, rode os ombros no sentido dos ponteiros do relgio que voc  imaginar na parede do lado do ombro que ir rodar Faa isso com os dois ombros e depois repita no sentido contrrio aos ponteiros do relgio.

 2) Estenda os braos para a frente, na horizontal. Abra-os at onde puder como se estivesse em uma cruz - e bata palmas. Faa mais ou menos 10 vezes.

c)  Para o pescoo:

1)Jogue os ombros para trs e encoste o queixo no peito; em seguida levante o queixo o mais alto que puder. Repita vrias vezes.

 2)Rode a cabea para a direita e depois para a esquerda. Cuidado que no incio pode ocasionar leve tontura. V devagar.

 3)Faa movimentos laterais com a cabea, como se tentasse encostar a orelha direita no ombro do mesmo lado e a esquerda  no ombro esquerdo.

 d)  Para os quadris:

1)Afaste as pernas mais ou menos 40 cm uma da outra; dobre levemente os joelhos e faa movimentos com os quadris, para cima e para baixo, como se estivesse trotando um cavalo.

2)Na mesma posio, coloque as mos na cintura e rode os quadris em movimentos circulares, primeiro para a direita e  depois para a esquerda.

Tanto o item 1 como o 2, devem ser realizados mais ou menos 12 vezes cada um.

e) Para a coluna:

1) Se sua coluna no tem problemas srios, afaste as pernas mais ou menos 40 cm., dobre levemente os joelhos, deixe os braos cados ao longo do corpo e incline o corpo para a frente at onde possvel, sem forar demais. Volte vertical e  repita a inclinao do trax para a frente, forando um pouquinho, at onde sua coluna permita. Faa 6 vezes ao dia.

2) Na ponta dos ps, com os braos esticados acima da cabea, ande pelo aposento que estiver, movimentando os braos para cima e para baixo como se fossem 2 pistes subindo e descendo. Primeiro o esquerdo e depois o direito.

f) Para o abdome:

1) Deite-se sobre o dorso, em uma superfcie firme.' Deixe as pernas dobradas elevante a cabea vrias vezes, certificando-se  que a cada levantamento da cabea ocorra contrao dos msculos abdominais. Faa 10 vezes.

2) Na mesma posio acima, com as mos embaixo das ndegas, com as palmas para baixo, dobre as pernas tentando encostar os joelhos no peito. Em seguida estique-as, repetindo os 2 movimentos vrias vezes.

Aps esses exerccios sente-se por alguns minutos, com as pernas cruzadas (posio indiana). Esta posio ajuda a relaxar a musculatura abdominal. Respire vrias vezes profundamente para renovar o suprimento de oxignio do sistema circulatrio.

 

noite, deitado, rode os pulsos e tornozelos no sentido horrio e anti-horrio. Flexione todos os dedos das mos e dos ps, em todas as suas juntas.

 

Assim procedendo, isto , alimentando-se corretamente, fazendo todos esses exerccios, prepare-se para experimentar uma agradvel sensao de bem-estar, disposio e para fazer parte de quadro de idosos produtivos como o escritor Bernard Shaw ativo at os 94 anos; general De Gaulle, presidente da Frana, no poder at 79 anos; Marc Chagall, artista plstico russo que produziu obras at 79 anos e muitos outros, sem contar alguns dos nossos Irmos, muito ativos atualmente na Fraternidade Rosacruz - Sede Central do Brasil, contribuindo decisivamente com a grande obra dos Irmos Maiores.

 

 - Por um estudante

Fonte: ECOS da Fraternidade Rosacruz - Sede Central do Brasil


 

 

Rosicrucian Fellowship - International Headquarters

2222 Mission Avenue, Oceanside, CA 92058-2329, USA PO Box 713, Oceanside, CA 92049-0713, USA.
www.rosicrucian.com/main.htm

Fraternidade Rosacruz - Sede Central do Brasil . Filiada Rosicrucian Fellowship.

Rua : Asdrbal do Nascimento, 196. So Paulo - SP .
www.christianrosenkreuz.com.br/

 

 

HOME

LITERATURA

TEMAS ROSACRUZES

ASTROLOGIA

BIBLIOTECA ONLINE

 


[Home][Fundamentos][Atividades] [Literatura][Informaes]

Fraternidade Rosacruz Max Heindel - Centro Autorizado do Rio de Janeiro

Rua Enes de Souza, 19 Tijuca,  Rio de Janeiro, R.J. Brasil  20521-210

Telefone celular:  (21) 9548-7397

rosacruzmhrio@gmail.com

 

Filiado a The Rosicrucian Fellowship

Mt. Ecclesia, Oceanside , CA, USA

 

Todas as Marcas referidas neste website so ou podem ser marcas comerciais registradas e protegidas